quarta-feira, 8 de junho de 2011

Exercícios - dia 19/05

01- O que caracteriza a janela de oportunidades demográficas?

A janela de oportunidades demográficas se caracteriza como um fenômeno demográfico que se baseia na dinâmica populacional por idade.

Na janela de oportunidades demográficas a população economicamente ativa (Jovens entre 15 e 65 anos) representa a maior parte da população como um todo. Esse fenômeno é efeito de um outro fenômeno demográfico, a Transição Demográfica.

Com o maior numero de pessoas economicamente ativas representando o corpo da pirâmide demográfica, há a necessidade de uma adaptação da sociedade para o enfrentar o envelhecimento populacional.

No Brasil, em 2020, a janela de oportunidades demográficas estará amplamente aberta: a maior parte da população brasileira se encontrará dentro da faixa da população econômicamente ativa (entre 15 e 65 anos de idade)

Em 2040, o país envelhecerá e sugirá o “sarcófago. A janela de oportunidades ainda estará aberta e, embora haja muito mais idosos para se cuidar, eles serão pessoas que ainda sonham, sim, e fazem projetos.

02- Qual a relação da PEA com a janela de oportunidades?

PEA (População Econômicamente Ativa) é basicamente uma parcela da população que mantém ativa a econômia do páis. A parcela da população, referente à econômicamente ativa. Pessoas que trabalham, são independentes financeiramente e consequentemente consomem, são consideradas ecônomicamente ativas. Para que exista um momento de janela de oportunidade no páis é, basicamente, necessário que uma maior parcela da população brasileira seja consumidora, ou seja, economicamente ativa no mercado.

03- Quais são os efeitos que os dados demográficos podem ter no composto de marketing?

Os dados demográficos podem influenciar em cada composto de marketing. Quanto ao composto de marketing, formado por: Localização ou Praça, Preço, Promoção e Produto , o uso de informação demográfica é um dos elementos chave na delimitação de áreas geográficas (ou grupos populacionais definidos segundo outros critérios) onde uma companhia poderá encontrar maior receptividade aos seus produtos ou para definir estratégias de marketing diferenciadas segundo as característicis de distintos segmentos de mercado. Os dados demográficos permitem analisar uma área para um produto ser inserido em que haja maior mercado direcionado para aquela classe social predominante no ambiente, ou a faixa etária em maior abundância e etc. Saber sobre todas as variáveis demográficas renda, educação, idade, renda e etc implica em utilizar os dados para direcionar as estratégias para o público alvo desejado.

Exemplificando:

Idade e ciclo de vida do consumidor: já que os desejos e as capacidades dos consumidores mudam com a idade, a empresa para poder responder às necessidades de seus clientes, precisa estar em constante mutação, pois todavia, a idade e o ciclo de vida podem ser variáveisenganadoras. A idade serve como base para estabelecer preços para alguns produtos como seguro de vida e seguro de saúde. É importante correlacionar o estágio do ciclo de vida e a sensibilidade para cada tipo de produto.

Sexo: alguns produtos são específicos para homens ou apenas para mulheres. E esta segmentação é aplicada nos setores de vestuário, produtos de cabelos, cosméticos, revistas, absorventes, cigarros e agora outro setor que está começando a se desenvolver á o automobilístico.

Renda: nem sempre a renda prevê os melhores consumidores para determinado produto. Sendo que compradores com renda baixa pode comprar produtos de alto valor, já ao contrário, as pessoas de alto poder aquisitivo podem passar a comprar produtos de baixo valor. Não podendo dessa maneira, se assegurar na renda de cada indivíduo.

04- Qual é a relevância da demografia na compreensão do comportamento do consumidor?

A análise demográfica, segundo o wikipedia, é uma "análise de dados estatísticos, cálculos e elaboração de modelos matemáticos a fim de esclarecer questões pertinentes a uma determinada região demográfica."
Em questão de consumo, isso quer dizer que, com base nessa análise, é possível melhor determinar produtos ou serviços para determinada região. Os dados que nos são apresentados identificam preferências e tendências e são extremamente relevantes para que uma empresa possa direcionar seus produtos.
Para simplificar, vamos tomar por base um exemplo simples, porém lógico: Uma empresa X que venda "eco-bags". Os dados identificam que o consumidor com maior consciência de fatos ligado à sustentabilidade se localiza em maior porcentagem nas regiões sudeste e sul. A primeira impressão é de que a empresa abra sua loja nessa região. Entretanto, os dados também identificam a saturação desse serviço na região e uma crescente população na região nordeste que também são conscientes sobre a questão. A empresa, então, decide abrir seu negócio em Salvador, uma capital, que além de bastante conhecida, é foco de turismo e apresenta grande giro de capital, gerando a possibilidade de rápido crescimento para esse setor de negócio.
Uma simples análise pode determinar os processos de toda uma empresa, portanto, em questão de relevância, acho lógico dizer que essa pode ser caracterizada como "alta relevância".
Para finalizar, deixo um vídeo que apresenta uma ação bem legal que foi feita em Quebec, no Canadá: Clique aqui para assistir o vídeo.

‎05- De que forma a idéia de família está mudando por causa da diminuição da taxa de natalidade?

Atualmente, o que se verifica é uma queda global dos índices de natalidade, que consta como o número de crianças que nascem com vida em determinado ano, por cada mil habitantes, numa determinada área. Isso demonstra então que em 50 anos, teremos uma populacão mais velha que a atual ou vivida por nossos avós, onde a taxa de natalidade era por volta de 6,2 (1960) contrastando com a atual de 1,8 (2009), segundo o Banco Mundial, Indicadores do Desenvolvimento Mundial.

Isso resulta em uma diferente idéia sobre as famílias atuais, pois com a diminuição de filhos por casal, esta não sendo necessariamente a regra, pois como já estudado, a estrutura familiar atualmente já é totalmente diferente de como vivida pelos nossos avós, onde havia uma estrutura tradicional – avós, pais, tios, primos, filhos, netos e bisnetos – para uma estrutura mais “maleável”, contendo novos grupos familiares como a monoparental, a qual corresponde a situações em que o núcleo familiar é constituído apenas por um adulto e uma criança; famílias recompostas as quais surgem da criação de laços conjugais depois de divórcios, como um namoro após o fim de um relacionamento, e também, as homossexuais caracterizada pela união de dois individuos do mesmo sexo com um filho (adotado ou filho de um dos pais). Fenômenos sociais ajudam a mudar o conceito familiar atual, como o divórcio, gravidez na adolescência ou homosexualidade, que são alguns dos elementos das quais essas novas estruturas familiares são fundadas.

06- Ao pensar a definição estratégica de público-alvo de uma campanha,
a demografia é uma variável importante, porém insuficiente. Por que é insuficiente?

A definição de público-alvo de uma campanha leva em conta a variável demográfica, porém, essa análise não é suficiente, pois o consumidor que caracteriza esse público-alvo possui comportamento dinâmico,
multideterminado, e outros fatores devem ser levados em consideração para uma análise mais precisa, como por exemplo
a auto-imagem e estilo de vida desse público, que influenciam tanto
quanto os fatores demográficos no comportamento de compra desse consumidor. As variáveis internas e externas são complementares
uma da outra, portanto, uma análise que leve em consideração somente um lado não é suficientemente eficaz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário